Ainda há espaço para ser influenciador digital em 2018? – Dóris Baumer

Ainda há espaço para ser influenciador digital em 2018?

Até pouco tempo atrás ser blogueiro, youtuber, influenciador digital ou qualquer profissional que atue nas redes sociais, era algo visto com maus olhos. Uma grande parcela da sociedade enxergava essas profissões como injustas e baseadas em bobagens, com falas pouco aprofundadas e pessoas que dissertam sobre tudo, mas ao mesmo tempo sobre nada. E ainda por cima ficam famosas!

Sejamos sinceros: muitas pessoas começaram assim mesmo! Ligando uma câmera para falar. O que, no meu ponto de vista, não é errado, mas sim um novo formato de expressão. Menos rígido, menos formal, mais íntimo e humanizado. Escutar alguém semelhante a nós falando sobre algo gera mais confiança do que ver uma celebridade falando sobre a mesma coisa. E assim muitos influenciadores ganharam espaço e até mesmo viraram concorrentes de grandes veículos tradicionais.

Diante desse cenário, ser youtuber hoje é a profissão do sonhos! Crianças não almejam mais serem médicos, advogados, jornalistas: eles querem trabalhar gravando vídeos para a internet. E aí muitos questionam-se: ainda há espaço para novos influenciadores no mercado atual? Quer dizer, espaço sempre há, ainda mais quando falamos de um habitat como a internet. Agora, será que há espaço para novos influenciadores fazerem sucesso e construírem suas carreiras no mercado digital?

Eu, como profissional que atua na área desde 2013, afirmo que sim!

Acredito que há, sem dúvidas, brechas para quem quer usar do seu branding pessoal para consolidar marcas nas redes sociais. O que é certo, porém, é que todo conteúdo produzido agora precisa vir acompanhado de muita originalidade e personalidade, além de precisar ser muito categorizado.

O que quero dizer com isso?

Há espaço para quem quer produzir um conteúdo de qualidade, diferenciado, mas focado em algum nicho específico. Acredito muito pouco no conteúdo generalizado, da forma que muitos youtuber iniciaram na profissão. Hoje em dia quanto mais específico você for, melhor vai ser a adesão do público. Claro, talvez você tenha menos seguidores, mas quem segue é engajado, verdadeiramente influenciado e apaixonado pelo conteúdo que recebe! Isso é o mais importante.

Produzir um conteúdo de valor que vá agregar na vida de quem acompanha as suas redes sociais é que vai influenciá-los para o bem, para uma vida melhor em qualquer nicho que seja.

Por fim, acredito também que as redes sociais podem ser (sim!) uma grande oportunidade para empresas e empresários tradicionais renovarem os seus negócios, utilizando novos formatos para sair do comum, da sua zona de conforto e revolucionar em muitos aspectos. Mas pode deixar que isso é assunto para aprofundarmos muito mais em outro momento.

Me conta nos comentários: qual nicho você acha que deveria estar mais presente nas redes sociais?

Comentarios

  • Dayane Rodrigues1 de outubro de 2018

    Também tinha essas dúvidas mas comecei a ver que agora é um momento de oportunidade nesse ramo. Eu abri minhas empresas graças ao blog e hoje tiro muito mais das empresas do que do blog que se tornou minha 3° fonte de renda! Acho que o nicho de jogos de tabuleiro, vejo que é bem grande mas não tem tanta repercussão nas redes.

  • Tácilys28 de setembro de 2018

    Amei esse seu novo espaço! Muito amor!💖
    Agora, Dó, tenho uma dúvida pertinente e se você pudesse me responder, seja aqui ou de outra forma, ficarei muito grata. Quanto a entrar no mundo dos blogs, tem como entrar sem necessariamente me identificar?
    Parabéns pelo novo espaço, serei assídua aqui tbm!

    • Dóris Baumer29 de setembro de 2018

      Oieeee :]

      Olha, não conheço ninguém que tenha feito isso, pelo menos não alguém que tenha conseguido manter o anonimato, sabe? hahaha Mas tb não há nada que proíba. :p

  • Marina Gomes28 de setembro de 2018

    Oi Dóris!
    Iniciei meu projeto com um blog no ano de 2010 e hoje mantenho esse blog e pra tentar mais engajamento criei os perfis nas redes sociais tb. Meu nicho ou público alvo são as pessoas que buscam desenvolvimento profissional e pessoal. Falo bastante sobre carreira, que é minha área de formação, mas acredito que as pessoas hj estão buscando um conteúdo mais “passa tempo” do que se aprofundar em algo de qualidade e que as farão crescer de alguma forma. Será que estou enganada?

    • Dóris Baumer29 de setembro de 2018

      Oie!
      Acho super pertinente esse tipo de conteúdo, tanto que faz parte do nicho que decidi abordar por aqui também, e acho que tem sim m-u-i-t-a gente interessada nisso! Quando comecei a abordar esses assuntos, meu público cresceu muito. Vc deve falar sobre isso de maneira descontraída. 😉

Perfil

Dóris Baumer

Depois de me aventurar em diferentes áreas do marketing digital, hoje, aos 21 anos, coordeno a parte de mídias sociais na minha própria agência, a Don Comunicação Digital, além de gerenciar toda a parte de atendimento. Trabalho também como criadora de conteúdo e/ou influenciadora digital e nas minhas redes abordo assuntos como empreendedorismo, produtividade, organização pessoal e lifestyle.

Caixa postal 43CEP 93301-970 Novo Hamburgo, RS
siga @ddbaumer